Artrose de Mão: O Que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Se você está tendo dificuldade em pegar pequenos objetos, sente dores ou percebe algumas deformações nos dedos, é bem provável que seja uma artrose de mão.

Embora seja um processo natural o desgaste das articulações, onde algumas pessoas poderão desenvolver artrose e outras não, algumas medidas preventivas podem ser tomadas.

O importante é caso você desconfie de uma artrose na sua mão ou nos dedos, consultar um médico especialista em mãos para um diagnóstico mais preciso.

Vamos explicar mais detalhamente tudo o que você precisa saber sobre artrose de mão, o que é, sintomas e tratamento.

O que é artrose de mão?

A artrose de mão, também chamada de osteoartrite ou osteoartrose, é uma degeneração da cartilagem das articulações, afetando as articulações entre os ossos metacarpo e falange.

Essa degeneração leva a uma destruição mais ou menos rápida da cartilagem que recobre a extremidade dos ossos.

Lembrando que um tecido articular sadio garante a boa mobilidade da articulação e amortece a pressão e os choques. E à medida que a cartilagem se deteriora, a doença provova um atrito direto sobre os ossos.

Sob o ponto de vista anatômico, essa destruição se acompanha de uma pretuberância óssea sob a cartilagem.

É uma das doenças articulares mais frequentes, e geralmente os primeiros sintomas aparecem a partir dos 40, 50 anos, mas a doença começa bem antes.

Segundo a OMS, mais de 80% da população mundial de pessoas acima dos 60 anos sofre dessa doença.

A dor é permanente, incapacitante e pode vir acompanhada de pequenos nódulos ao nível das articulações que afetam a mobilização dos músculos.

E apesar de não ter cura, com o tratamento adequado, pode ajudar a reduzir o desgaste das articulações e dores.

Como é o mecanismo da artrose da mão?

Como já foi dito, a artrose é a destruição da cartilagem que envolve o a estrutura óssea, e é justamente a cartilagem que permite a cada superfície óssea deslizar no momento do movimento.

A articulação também é composta por ligamentos e é envolvida por uma membrana que produz o líquido sinovial, no interior da articulação.

Todos esses elementos são alterados no mecanismo da artrose.

Há a distinção entre a artrose clássica, ligada ao envelhecimento, e a artrose pós-traumática, consequência de uma lesão mecânica da articulação, após um ou vários choques.

Conheça os principais locais de artrose nas mãos

A artrose pode aparecer em qua locais:

  • Na ponta dos dedos – Articulação Interfangeana Distal;
  • Na base dos dedos;
  • Na base do polegar – Rizartrose.

Esses são os principais locais afetados pela artrose, e apenas o médico ortopedista especialista em mãos é capaz de identificar a localização certa da artrose.

Por exemplo, a rizartrose é a mais frequente, afetando mais as mulheres, particularmente após os 40 anos.

E isso ocorre provavelmente porque as alterações hormonais associadas à menopausa relaxam os ligamentos e afetam assim a estabilidade desta articulação comumente solicitada.

A rizartrose limita a apreensão dos objetos entre o polegar e os outros dedos, o que geralmente causa muito transtorno no dia a dia.

Apesar de não haver nada comprovado que movimentos repetitivos possam desencadear uma artrose, o problema aqui é que esses movimentos podem agravar um quadro de artrose. Há muitos vídeos que exemplificam isso, na rede social tik tok é fácil de achar, e para ter esses vídeos salvos na galeria é só baixar o ssstiktok.

Quais as causas da artrose das mãos?

Como já foi dito, a artrose nas mãos é decorrente de um desgaste das cartilagens, as quais estão localizadas entre os ossos das mãos, e elas têm o papel de garantir os movimentos.

A questão é que esse desgaste deixa as cartilagens mais finas, o que por sua vez deixa os ossos mais expostos, o que acaba dificultando a mobilidade.

Embora faça parte natural do processo de envelhecimento esse desgaste, a artrose pode ser causada por:

  • Predisposição genética;
  • Fraturas;
  • Infecções;
  • Uso excessivo das mãos no trabalho;
  • Mulheres na menopausa.

O que é artrose dos dedos?

A artrose dos dedos é bem frequente, particularmente entre as mulheres, caracterizando-se por dores e deformações, gerando consequências funcionais e estéticas importantes.

É um tipo de artrose que se desenvolve progressivamente, podendo afetar uma ou várias articulações, em um dedo isolado como vários dedos.

As causas para artrose dos dedos ainda são desconhecidas, mas uma causa genética é bem provável.

Outros fatores podem ser levados em conta, como traumatismos, sequelas de fraturas ou doenças inflamatórias, como a artrite reumatoide.

Quais os sintomas da artrose de mão?

Os sintomas da artrose variam de acordo com a articulação afetada.

Contudo, em todos os casos, o motivo principal de buscar um médico ortopedista especialista em mão é a dor associada à uma incapacidade funcional.

A dor é, em princípio, chamada de “mecânica”, uma vez que ela apresenta as seguintes características:

  • É desencadeada ou agravada pelo movimento;
  • Para ou diminui quando a articulação está em repouso;
  • É menor pela manhã, mas aumenta durante o dia;
  • Reaparece cada vez que a articulação é submetida a um esforço;
  • 50% dos pacientes acordam à noite pela dor.

Além disso, a pessoa pode ter uma sensação de calor ao tocar a região afetada, formigamento e dificuldade em executar determinados movimentos, assim como inchaço.

Como é feito o diagnóstico da artrose da mão?

O médico vai avaliar todo o histórico clínico do paciente juntamente com as queixas relatadas.

Então, se você está desconfiando de uma artrose nas suas mãos, registre todos os sintomas, pois isso vai auxiliar bastante o médico no momento de fechar o diagnóstico.

Ele vai fazer um exame físico, a fim de observar a articulação afetada, bem como a mobilidade das articulações, a presença de deformidades e estalos.

Geralmente o médico especialista em mãos solicita exames complementares, como exames de sangue, raio-x e ressonância magnética.

Entenda o tratamento para artrose de mão

A princípio, o tratamento é feito à base de analgésicos e anti-inflamatórios, além de fisioterapia, sempre com o objetivo de reduzir as dores, mas sempre avaliando cada caso individualmente.

Para quem usa muito as mãos na rotina de trabalho, pode haver a indicação de usar uma órtese.

Agora, se esse tratamento não surtir os resultados desejados, a cirurgia pode ser indicada, especialmente nos casos de perda de mobilidade ou na piora das deformidades.

Independentemente do nível da dor ou a presença ou não de deformidades, saiba que quanto antes for feito o diagnóstico e o tratamento, as chances de recuperação da cartilagem aumentam bastante.

Embora não exista cura para artrose, algumas medidas podem ser tomadas para aliviar as dores ou pelo menos retardar o desgaste das articulações, onde o médico especialista em mãos vai poder ajudar bastante.