As fraturas do punho são uma lesão comum, que afetam pessoas de todas as idades. Essas fraturas podem ser causadas por diversos fatores, como acidentes de carro, quedas, esportes, entre outros. 

    Se você sofreu uma fratura do punho ou conhece alguém que tenha passado por isso, continue lendo para entender melhor sobre este problema e como tratá-lo.

    Causas das fraturas do punho:

    Quedas: a causa mais comum de fraturas do punho são as quedas, especialmente entre idosos e crianças.

    • Esportes: práticas esportivas como skate, ciclismo, snowboarding e futebol podem levar a fraturas do punho.
    • Acidentes de carro: durante um acidente de carro, os impactos podem causar fraturas do punho.
    • Traumas: uma lesão direta no punho, como bater com a mão em uma superfície dura, pode causar fraturas.

    Sintomas de fraturas do punho

    • Inchaço e dor no punho.
    • Incapacidade de movimentar a mão ou o pulso.
    • Dificuldade em segurar objetos ou realizar tarefas simples.
    • Dor aguda ao pressionar a área afetada.

    Tipos de fraturas do punho

    • Fratura de rádio distal: é a fratura mais comum, afetando o osso do antebraço que se conecta ao punho.
    • Fratura do escafoide: é uma lesão mais rara, mas pode ser mais grave, pois a lesão pode não ser facilmente visível em radiografias.
    • Fratura de Colles: é uma fratura caracterizada por um deslocamento da extremidade distal do rádio, em que o punho é forçado para trás.

    Tratamento para fraturas do punho

    • Imobilização: o tratamento mais comum para fraturas do punho é a imobilização com gesso ou tala.
    • Cirurgia: em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária para realinhar os ossos e fixá-los com placas ou parafusos.
    • Fisioterapia: após a remoção do gesso, é importante realizar exercícios de fisioterapia para recuperar a força e a mobilidade do punho.

    Perguntas frequentes

    Como posso prevenir fraturas do punho?

    Algumas medidas preventivas incluem o uso de equipamentos de segurança ao praticar esportes, manter uma casa livre de obstáculos e tomar cuidado ao caminhar em superfícies escorregadias.

    É possível quebrar o punho sem sentir dor?

    Sim, algumas fraturas podem não apresentar sintomas imediatamente após a lesão. É importante procurar um médico caso haja suspeita de fratura, mesmo na ausência de dor.

    Qual é o tempo de recuperação para fraturas do punho?

    O tempo de recuperação varia dependendo do tipo e gravidade da fratura. Geralmente, a imobilização dura de 6 a 8 semanas, seguida de fisioterapia para recuperar a força e mobilidade do punho. 

    Em casos mais graves, pode levar meses para a recuperação completa.

    Quais são os fatores de risco para fraturas do punho?

    Alguns fatores que aumentam o risco de fraturas do punho incluem osteoporose, atividades físicas que envolvem quedas ou impacto, idade avançada e condições médicas que afetam a densidade óssea, como a artrite.

    É normal sentir dor e desconforto durante a imobilização do gesso ou tala?

    É normal sentir algum desconforto durante a imobilização, mas a dor intensa pode ser um sinal de que algo está errado e é importante entrar em contato com o médico para avaliação.

    É possível voltar às atividades normais após uma fratura do punho?

    Sim, após o tratamento adequado e a recuperação completa, a maioria das pessoas pode voltar às atividades normais, incluindo esportes e atividades físicas. 

    No entanto, é importante seguir as orientações do médico e fazer fisioterapia para garantir uma recuperação segura e efetiva.

    Conclusão:

    As fraturas do punho são uma lesão comum, mas que pode ser tratada com sucesso. É importante procurar um médico assim que houver suspeita de fratura, pois quanto mais cedo a lesão for diagnosticada, mais fácil será o tratamento e a recuperação.

    Com a devida atenção médica e cuidados preventivos, é possível prevenir e tratar as fraturas do punho, evitando complicações e retornando às atividades normais o mais rápido possível.

    Referências

    Compartilhe.
    Avatar de Juliana Moraes

    Técnica em registros médicos, dedicada a garantir a gestão eficaz das informações de saúde. No blog MedicodasMaos, exploramos a importância da precisão e eficiência para um atendimento superior ao paciente. Convido você a se juntar a nós nesse diálogo crucial!