Rizartrose: O que é e como tratar a artrose do polegar?

Rizartrose é a denominação médica de artrose do polegar, cuja frequência aumenta com a idade, e é considerada por muitos médicos como a doença do mundo moderno.

Um dos sintomas, além da dor, é a dificuldade em segurar objetos e fazer movimentos com o pulso.

Se você está sentindo uma dor na base do polegar quando segura objetos ou percebeu uma deformidade do polegar, saiba que pode ser uma rizartrose, é a melhor medida é consultar um ortopedista especialista em mão.

Nesse artigo, preparamos um pequeno guia com tudo o que você precisa saber sobre rizartrose.

Rizartrose o que é?

A rizartrose é basicamente uma artrose que atinge a articulação do dedo polegar, resultante de um desgaste crônico da cartilagem entre o trapézio (osso do polegar) e o primeiro metacarpo (osso do punho).

Numa articulação saudável, a cartilagem envolve a extremidade dos ossos e funciona como um amortecedor, permitindo os movimentos.

No caso da rizartrose, como há um desgaste da cartilagem, resulta num contato direto entre os ossos, impedindo o amortecimento e o deslizamento adequados.

Dessa forma, começam a entrar em atrito, gerando um processo inflamatório doloroso, que causa mais danos à articulação.

Geralmente, é uma condição bilateral, ou seja, atinge os dois polegares.

Atrás da artrose lombar, é a artrose mais frequente, particularmente em mulheres com mais de 50 anos.

Rizartrose o que causa?

A causa exata da rizartrose ainda é desconhecida, às vezes,  pode ser consequência de uma fratura, reumatismo ou infecção.

É decorrente de uma destruição progressiva das cartilagens de uma ou de outra articulação ou das duas articulações da base do polegar.

No entanto, existem alguns fatores que podem contribuir para a rizartrose, que são:

  • Movimentos repetitivos do polegar, como o uso do celular;
  • Fatores hereditários;
  • Alguma doença.

Mulheres na pós-menopausa ou que executam tarefas manuais têm maior predisposição a desenvolver a rizartrose.

Rizartrose quais os sintomas?

A dor é o primeiro sintoma da rizartrose, seja espontânea ou fazendo movimentos do dia a dia, como virar uma chave, abrir uma tampa de garrafa ou descascar uma fruta.

Essa dor pode vir acompanhada com uma dificuldade em utilizar o polegar, ou mesmo uma perda de força.

Com o tempo, o polegar pode apresentar uma deformação, e quando isso acontece, a dor é substituída por uma rigidez.

Outros sintomas incluem:

  • Inchaço na base do polegar;
  • Sensibilidade ao toque;
  • Sensação de estalidos, como se houvesse areia na articulação.

É claro que esses sintomas podem variar de paciente para paciente, mas a tendência é piorar com o tempo.

Por isso é importante consultar um ortopedista especialista em mão o quanto antes!

Rizartrose como é feito o diagnóstico?

O ortopedista especialista em mão fará um exame clínico, que será confirmado com uma radiografia da base e perfil do polegar.

Esses exames permitem ver o grau de destruição da cartilagem e a preservação do volume ósseo.

Com base nesses resultados, o médico elabora um plano de tratamento, de forma a promover melhor qualidade de vida ao paciente, aliviando principalmente as dores.

Rizartrose: como é o tratamento?

O primeiro tratamento da rizartrose consiste em aliviar as dores e preservar a amplitude articular.

O médico especialista em mão geralmente orienta o paciente a fazer repouso, pode prescrever anti-inflamatórios e o uso de uma tala.

Às vezes, infiltrações de corticóides podem ser indicadas em casos de dores muito intensas.

No entanto, se no período de 6 meses a um ano, esse tratamento não surtir efeito, as dores continuarem ou se surgir uma deformação do polegar, um tratamento cirúrgico pode ser indicado.

Rizartrose como é a cirurgia?

O tipo de cirurgia de rizartrose vai levar em conta a idade do paciente, a destruição da cartilagem, do trabalho da pessoa e do lado dominante.

Então, existem duas intervenções cirúrgicas possíveis:

  • Remoção do trapézio; 
  • Artroplastia: consiste em substituir uma parte ou a totalidade da articulação por uma prótese.

Porém, a cirurgia com melhores resultados é a Artroplastia de Suspensão, que consiste em substituir o trapézio por um tendão, com a função de funcionar como uma prótese.

Ou seja, o polegar vai se estabilizar sem entrar em contato direto com o osso.

Rizartrose recuperação da cirurgia?

Na maioria das vezes, o paciente sai do hospital no mesmo dia ou no dia seguinte à cirurgia, com uma tala ou gesso, para manter o polegar imobilizado, evitar dores e facilitar a cicatrização.

A sutura é retirada com duas semanas e o paciente deve manter a imobilização por mais três semanas.

A fisioterapia é iniciada de acordo com o tipo de intervenção, mas tem por objetivo recuperar os movimentos no dedo, a força do polegar e a funcionalidade da articulação.

A recuperação completa pode levar de 3 a 6 meses.

Rizartrose qual médico procurar?

Você deve procurar o médico especialista em mão, que com base nos sintomas e exames, vai dar o diagnóstico e orientar quanto ao tratamento, seja convencional ou cirúrgico.

Se você desconfiar de rizartrose, marque logo uma consulta, a fim de não causar maiores danos à cartilagem e não provocar dores mais intensas.